quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Scrumday Portugal nos dias 2 e 3 de outubro


A Scrumday Portugal vai realizar-se no auditório da EDP, na Avenida 24 de Julho, em Lisboa, nos dias 2 e 3 de outubro.

Como gerir informação, modelar agilidade e automatizar processos são os principais focos da conferência apoiada pela APDSI.

Ao participar na SCRUMDAY PORTUGAL® 2017 - edição de Lisboa, os responsáveis pelas áreas tecnológicas das empresas têm a oportunidade de contactar líderes de pensamento técnicos e executivos que tenham necessidades e planos específicos para implementar práticas ágeis nos seus respectivos negócios.

As inscrições podem ser feitas aqui.

Sócios da APDSI com desconto na inscrição no IDC Directions 2017



O IDC Directions 2017 vai realizar-se no dia 19 de outubro, no Centro de Congressos do Estoril.

A APDSI proporciona aos seus sócios o acesso ao evento a um preço especial, com 50% de desconto.

Nesta 20.ª edição, o IDC Directions, o principal evento de TIC e Transformação Digital em Portugal, vai dar a conhecer as principais orientações sobre como devem os executivos nacionais liderar a estratégia de Transformação Digital (DX) das suas organizações. Qualquer que seja o seu papel na economia digital, o IDC Directions 2017 irá disponibilizar-lhe insights pertinentes sobre o futuro próximo.

O IDC Directions 2017 pretende partilhar as principais previsões da IDC e dos principais players do setor para o mercado global, no que diz respeito ao próximo capítulo da 3.ª Plataforma Tecnológica, dos Aceleradores de Inovação e da transformação digital das organizações a decorrer no período compreendido entre 2017 e 2020.

Ao fazer aqui a sua inscrição reforce que se inscreve enquanto associado da APDSI.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

APDSI coorganiza edição de 2017 da iniciativa portuguesa sobre Governação da Internet



A Iniciativa Portuguesa sobre a Governação da Internet é uma plataforma nacional de diálogo que reúne atores sociais, públicos e privados e a sociedade em geral para informar, refletir e debater de forma aberta e interativa, a temática da Governação da Internet, cada vez mais relevante nos panoramas nacional e internacional.

A edição de 2017 é coorganizada pela ANACOM, APDSI, DNS.PT, FCT, IAPMEI e pela ISOC Portugal, e decorrerá em Lisboa, nas instalações do IAPMEI, no dia 29 de setembro de 2017.

Veja aqui o programa completo e faça a sua inscrição.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Laboratório de realidade virtual mais avançado da Península Ibérica inaugurado hoje em Vila Real


O laboratório de realidade virtual mais avançado da Península Ibérica foi inaugurado hoje, em Vila Real, numa cerimónia que contou com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. A notícia foi dada em comunicado enviado à imprensa.

Localizado na Escola de Ciência e Tecnologia (Polo I) no campus da UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro), em Vila Real, o novo laboratório do INESC TEC (Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência) representa um investimento de cerca de 700 mil euros, segundo a mesma nota.

O MASSIVE Virtual Reality Laboratory distingue-se por estudar a estimulação dos cinco sentidos em aplicações de Realidade Virtual, não só no que diz respeito à investigação fundamental, mas também a um nível aplicacional: "o fator diferenciador do MASSIVE está na produção de soluções de realidade virtual multissensorial que permitem criar ambientes mais credíveis e eficazes em áreas como a educação, treino e certificação, indústria, turismo ou saúde".

O laboratório está equipado com as mais recentes tecnologias na área da Realidade Virtual, que se encontram organizadas em quatro espaços diferentes: sala experimental, sala experimental multissensorial, sala de controlo e sala de questionários. O objetivo, agora, é tornar o laboratório um espaço aberto à colaboração com a comunidade académica e industrial.

Atualmente estão já a decorrer três projetos no laboratório. Veja, mais abaixo, um vídeo que mostra as diversas valias do MASSIVE.


quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Bruxelas aplica multa recorde à Google


A Comissão Europeia multou a Google num valor recorde de 2,4 mil milhões de euros, por práticas anti concorrenciais mas a gigante tecnológica vai recorrer. A notícia está a ser veiculada pela imprensa internacional.

A Google quer reverter a decisão ou, pelo menos, reduzir o valor da multa imposta por Bruxelas, por abuso de posição dominante nas pesquisas relacionadas com comparadores de preços.

A sanção foi a maior de sempre por práticas anti concorrenciais alguma vez imposta pela Comissão Europeia. "A Google abusou da sua posição dominante no mercado de motor de busca, conferindo uma vantagem ilegal a outro produto Google, o seu próprio serviço de comparação de preços", lê-se no comunicado oficial da decisão.

Margrethe Vestager, comissária europeia para a Concorrência, criticou a estratégia da empresa para o seu serviço de comparação de preços, que "não era apenas a de atrair clientes tornando o seu produto melhor do que o dos seus concorrentes". Em vez disso, "a Google abusou da sua posição dominante no mercado na vertente de motor de busca, promovendo o seu próprio serviço de comparação de preços nos seus resultados de pesquisa e despromovendo os dos concorrentes", acrescentou a responsável.

A concorrência na atualidade económica já merecia a atenção da APDSI em 2007. Recorde aqui.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Até dia 30 pode manifestar-se sobre o Regulamento Geral de Proteção de Dados



O Regulamento Geral de Proteção de Dados, que vai ter efeitos práticos a partir de 25 de maio de 2018 e grandes implicações na forma como os dados pessoais são tratados, está a trazer algumas preocupações, sobretudo para as empresas que passam a estar sujeitas a multas elevadas (podem chegar aos 20 milhões de euros).

Enquanto a transposição da diretiva está a ser preparada, os interessados podem pronunciar-se sobre algumas das opções a seguir, no site do Governo, até 30 de setembro.

Novas regras na forma de tratamento dos dados pessoais, na aplicação do direito ao esquecimento e na portabilidade da informação estão no centro do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados que foi definido pela Comissão Europeia e que tem de ser transposto para a legislação portuguesa.

Vários estudos e análises realizadas em Portugal mostram que as empresas e o sector público estão pouco preparados para as novas regras do RGPD, apesar do conhecimento e da importância reconhecida do tema. O Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (IAPMEI), a Associação para a Promoção e desenvolvimento da Sociedade de Informação (APDSI) e a Associação Portuguesa de Gestão das Pessoas (APG) divulgaram recentemente um estudo que mostra que das mais de 1.600 pequenas e médias empresas inquiridas apenas 3% tinham um plano a decorrer para garantir conformidade com o RGPD em maio de 2018. 44% admitiram não ter qualquer plano, enquanto cerca de 14% referem ter apenas ações pontuais em áreas específicas.

Na informação partilhada destacam-se algumas das áreas onde há que tomar opções, nomeadamente o tratamento de dados genéticos, biométricos e de saúde, o tratamento de dados em contexto laboral, o consentimento das crianças e a idade mínima a aplicar, o direito à portabilidade e ao apagamento dos dados, conhecido como o direito a ser esquecido.

No ano passado a APDSI organizou a conferência "Novo Regulamento de Proteção de Dados - Preocupações, desafios e oportunidades para as empresas" que pode recordar aqui.

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Conferência e-Government 2017 - A transformação digital do Estado e o desenvolvimento da Sociedade



A APDSI - Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação - organiza a conferência "e-Government 2017 - A transformação digital do Estado e o desenvolvimento da Sociedade".

O evento realiza-se no dia 4 de outubro, entre as 8h30 e as 13h00, no Auditório da Torre do Tombo, em Lisboa, sob coordenação dos Grupos Permanentes "Democracia, Administração e Políticas Públicas" e "Desmaterialização e Gestão de Processos" da Associação.

A Secretária de Estado da Justiça, Anabela Pedroso, vai estar presente na sessão de abertura.

Desde o início da simplificação e modernização administrativa até se chegar à transformação digital, muitas iniciativas têm sido feitas nas últimas décadas e muitas se preparam para o futuro próximo, no âmbito de um Governo eletrónico, desejavelmente ao serviço da Sociedade Civil. Neste momento, a APDSI considera ser pertinente avaliar o impacto dessa evolução nos cidadãos e empresas, ponderando e propondo opções que reforcem a competitividade e a sustentabilidade dos nossos agentes económicos.

Mais do que procurar aferir o sucesso do que foi feito, importa delinear estratégias que, além do Estado, vejam a sociedade como um todo. Mais do que comunicar a missão de cada uma das organizações do Estado, importa debater com os cidadãos que as integram que ações futuras se pretendem e quais os efeitos que delas esperamos. Mais do que um evento para o Estado, pretende-se que este seja um evento para todos, sobre o papel do Estado na transformação digital da Sociedade.

No final da sessão é feita a entrega do "Prémio APDSI e-Gov 2017" ao projeto que a Associação entende que, em 2017, se destacou na área do e-Government.

Consulte o programa detalhado no site oficial da APDSI.

As inscrições são gratuitas mas obrigatórias e devem ser feitas aqui.